Posts Marcados exposição

De tão alvas, quase almas: os desenhos de Bel Barcellos no MuBE

Desenho em grafite traz à tona o universo feminino

Desenho em grafite traz à tona o universo feminino

O MuBE – Museu Brasileiro da Escultura traz, de 10 de fevereiro a 11 de março, a exposição “De tão alvas, quase almas”, em que a artista plástica Bel Barcellos explora o universo feminino com desenhos em grafite, feitos sobre panos, papéis e lençóis de linho. Ela faz uma ampla abordagem da temática da mulher, seus conflitos, desejos e espiritualidade.
 
A obra “Encarnadas”, por exemplo, mostra os sacrifícios e rituais, “Desassossego” traz as sensações de angústia e insônia, e o desenho “Corpo Estranho” remete a transes mediúnicos. Os 42 desenhos sobre papel da mostra passaram por um processo de decalque e foram desbotados em tons de marfim e cinza.             
 
A exposição é composta ainda por nove desenhos e bordados sobre grandes lençóis de linho. São imagens esmaecidas de mulheres, ou suas almas, que ficam penduradas no teto e expostas como uma instalação.
   
Barcellos explica seu trabalho: “Há anos trabalho em torno da figura feminina e o universo que permeia esta condição. Muitas vezes uso fotos antigas como referência para os desenhos em papel”, afirma a artista.
 
Essa é a quarta itinerância de “De tão alvas, quase almas”. A mostra passou, com sucesso de público, pelo Rio de Janeiro (Centro Cultural Correios), por Pernambuco (Museu de Arte Contemporânea de Olinda) e Petrópolis (SESC Petrópolis).
 
A curadora da exposição é Sonia Salcedo del Castillo, que comenta as características da artista: “Com técnicas simples somadas ao traçado, também bordado e naturalmente sensível, Bel Barcellos nos faz transitar entre experimentações perceptivas ora lineares, ora pictóricas. E, num lapso de tempo, apreender como resultado figuras leves, por vezes quase em movimento, fluidas, transparentes, mas sobriamente luminosas ou inquietantemente claras.”
 
Sobre a artistaretrato_lencois_12-copy
Bel Barcellos nasceu em Boston, nos Estados Unidos, em 1966. De família brasileira, ela estudou Desenho nos Estados Unidos, na Inglaterra e realizou cursos de Pintura Livre no Rio de Janeiro. Fez mestrado em Artes Cênicas pela University of Hull, da Inglaterra, e bacharelado no mesmo curso, na Uni-Rio, do Rio de Janeiro.
 
A artista já expôs suas obras no Museu de Belas Artes, no Museu da República, no SESC Petrópolis, no Centro de Estudos Brasileiros (Moçambique), entre outros. Barcellos também atuou com figurinos para teatro e televisão. “Talvez venha daí a minha paixão por tecidos e linhas bordadas, que nesta exposição é o suporte e o meio por qual me expresso”, destaca a artista, que mora no Rio de Janeiro.

Serviço: Exposição “De tão alvas, quase almas” – 51 obras de Bel Barcellos – Local: Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) – Rua Alemanha, 221, Jd. Europa – Aberto ao público: de 10 de fevereiro a 11 de março de 2009 – Horário: de terça a domingo, das 10 às 19 horas – Informações: (11) 2594-2601 – Entrada Franca – O MuBe possui acesso para pessoas com deficiência, restaurante e ar-condicionado

Anúncios

, , , , ,

Deixe um comentário

“Manifestações 3” mostra obras dos alunos do MuBE

Eles aprendem e, sobretudo, dão uma verdadeira aula de amor e dedicação à arte. Esse envolvimento e integração resultam em belas obras a serem apresentadas pelos alunos dos cursos do MuBE – Museu Brasileiro da Escultura a partir de 11 de dezembro, quinta-feira, quando será inaugurada, às 19 horas, a exposição Manifestações 3, na Pinacoteca do museu.

O acrilico sobre tela intitulado "Natureza Morta"
O acrílico sobre tela intitulado “Natureza Morta”
São 72 trabalhos de aquarela, escultura, pintura, cerâmica, desenho e gravura, desenvolvidos durante as aulas práticas e regulares das Oficinas do MuBE. 

Os curadores da exposição serão os próprios professores da “Escola de Arte”: Anna Ayres, Angela Bassan, Carla Passini, Cirton Genaro, Cris Pomeranz, Denise Barros, João Carlos de Souza, Juliana Naso, Katia Salvany, Luis Bayon, Marlene Stamm, Regina Carmona, Rô Gonçalves, Sandra Neami e Sergio de Moraes. A coordenação é de Eneida Fausto e a direção cultural de Olívio Guedes. “O museu se presta ao chamado da comunicação como aprendizado de viver, a união das classes sociais e a união dos conhecimentos. O museu vive, a arte vive, graças aos neófitos e aos mestres. Este é o ‘lugar’ do museu: realizar os saberes”, afirma o diretor.

A exposição será realizada até 11 de janeiro, na sede do MuBE, localizado na Rua Alemanha, 221, Jardim Europa.         

REABILITAÇÃO

Entre as várias modalidades de cursos, o MuBE criou o Atelier de Arte para Portadores de Deficiência. Esta oficina oferece para as pessoas com limitações físicas a oportunidade de trabalhar as funções motoras por meio da arte reabilitação. 

Além de todos os benefícios culturais, sociais e para a saúde dos alunos, o curso permite a todas as pessoas desenvolverem o seu potencial, independente de suas limitações físicas. Dois exemplos bem-sucedidos são os trabalhos dos alunos Manoel de Carvalho Filho, com a aquarela “Sonhos em Azul”, e Arnaldo Fantinelli, com o acrílico sobre tela “Natureza Morta”, uma releitura de Di Cavalcanti.        

ATENDIMENTO

Ainda em relação à “Escola de Arte”, o MuBE atende escolas particulares e públicas, diversas instituições universitárias, e alunos de cursos de graduação. O museu oferece ainda palestras, seminários e cursos gratuitos.  

A bela aquarela "Sonhos em Azul"
A bela aquarela “Sonhos em Azul”

Serviço: Manifestações 3″ – Exposição com 72 obras
Local: Museu Brasileiro da Escultura (MuBE)
Rua Alemanha, 221, Jardim Europa
Aberto ao público: de 11 de dezembro a 11 de janeiro
Horário: de terça a domingo, das 10 às 19 horas
(o MuBE estará fechado nos dias 25/12 e 01/01)
Informações: (11) 2594-2601
Entrada Franca
O MuBe possui acesso para pessoas com deficiência, restaurante e ar-condicionado.

, , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Revelações do Olhar: pintura digital no MuBE

timmre1

Do sul do País direto para a Sala Burle Marx do Museu Brasileiro da Escultura. As obras da artista plástica Liana Timm estarão expostas no MuBE a partir do dia 14 de novembro, em um trabalho de pintura digital. Sua produção combina a técnica manual e a tecnologia, conceito e materialidade, história e contemporaneidade. Por meio de multimídias, ela transpõe sensações e sentimentos. 

Trabalhando desde 1995 com a temática do olhar, Liana desenvolveu as séries Angulações do Olhar, Prazeres do Olhar e agora traz para o público paulistano vinte obras na mostra “Revelações do Olhar”.

A artista trabalha com linguagens multimídias, passa por diversas modalidades artísticas. Liana é formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Arquitetura Habitacional e mestra em Educação pela UFRGS. Além disso, também é designer gráfica, poeta e transita pela arte da cenografia e da produção de eventos culturais.

Mas ela elegeu como atividade primordial seu trabalho nas artes visuais e na literatura. Desde 1969 atua com linguagens bi e tridimensionais. O desenho, a gravura, a pintura e a escultura são algumas das modalidades artísticas desenvolvidas, porém atualmente Liana dedica-se à arte digital, à vídeo-arte e às técnicas mistas em grandes formatos. 

Com entrada gratuita, a mostra será apresentada até o dia 15 de dezembro, de terça a domingo, das 10 às 19 horas. A curadoria é de Jacob Klintowitz.  

Serviço
Exposição “Revelações do Olhar” – Vinte obras de Liana Timm
Local: Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) – Rua Alemanha, 221, Jardim Europa
Aberto ao público: de 14 de novembro a 15 de dezembro
Horário: de terça a domingo, das 10 às 19 horas
Informações: (11) 2594-2601
Entrada Franca
O MuBe possui acesso para pessoas com deficiência, restaurante e ar-condicionado.

         timmre4

, , , , , ,

Deixe um comentário

Michelangelo para as Crianças

 Ciente da importância de promover a arte e a cultura para pessoas de todas as idades, o MuBE – Museu Brasileiro da Escultura contratou uma equipe de monitores, altamente especializada, que vem acompanhando as crianças e os jovens estudantes durante as visitas às obras de Michelangelo, na exposição ““Michelangelo no MuBE” Gessos da Gipsoteca dell’Istituto Statale d’Arte de Florença e Desenhos da Fondazione Casa Buonarroti, que é realizada no museu desde o último dia 5.

Orientados pelo professor de História da Arte da Unicamp, Luiz Marques – profundo conhecedor de Michelangelo e da arte renascentista – os monitores explicam, de forma didática, o que significa cada obra de Michelangelo, qual a importância e influência do seu legado para os artistas que o sucederam. 

 

Algumas escolas interessadas em levar seus alunos para uma divertida excursão já entraram em contato com o museu, que durante a exposição de Michelangelo estará aberto diariamente. Às segundas-feiras, a entrada é gratuita.

 

SERVIÇO
Exposição “Michelangelo no MuBE” Gessos da Gipsoteca Dell’Istituto Statale d’Arte de Florença e  Desenhos da Fondazione Buonarroti – 2 desenhos e 25 obras em gessos

Até o dia 30 de novembro – de segunda-feira a domingo, das 10 às 19 horas

Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) – Rua Alemanha, 221, Jd. Europa – SP

Interatividade/Visitante: o Projeto “Índice da História da Arte”, desenvolvido pelo professor de História da Arte da Unicamp, Luiz Marques, dará ao visitante a oportunidade de ter acesso a um inventário dos temas representados na história da arte ocidental desde a antiguidade até os dias atuais.

Informações: (11) 2594-2601

Ingressos: de terça-feira a domingo: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (estudantes e idosos). Vendas pela internet: Ingresso Fácil. Segunda-feira, a entrada é GRATUITA

Agendamento para Visitas Monitoradas: das 9 às 19 horas – 2594-2601/ 3081-8611 – cursos@mube.art.br.

O MuBE possui acesso para pessoas Portadoras de Necessidades Especiais, restaurante e ar-condicionado.

Patrocinadores: Mercedes-Benz do Brasil, Planner Corretora de Valores S/A e Eurofarma; e apoio da Prosegur

LEIS DE INCENTIVO À CULTURA: do Ministério da Cultura (Rouanet), da Secretaria de Estado da Cultura (PAC) e da Secretaria Municipal da Cultura (Mendonça).

, , , , , , , ,

Deixe um comentário

Michelangelo no MuBE

 O Museu Brasileiro da Escultura e o Museu a Céu Aberto trazem as obras primas do grande artista italiano a São Paulo

 

Desde o dia 4 de outubro até 30 de novembro, o MuBE – Museu Brasileiro da Escultura abriga a exposição “Michelangelo no MuBE” Gessos da Gipsoteca dell’Istituto Statale d’Arte de Florença e Desenhos da Fondazione Casa Buonarroti. Realizada pelo MuBe em parceria com Museu a Céu Aberto, Ministério da Cultura e Contemporanea Progetti Srl, da Itália, a Megaexposição tem 2 desenhos do artista (Madonna con Bambino, de 1525 e Nudo di Schiena, de 1504/1505, excepcionalmente cedidos pela Fondazione Casa Buonarroti, de Florença), 25 grandes esculturas em gesso, preparadas com base nos moldes originais pela Gipsoteca Dell’Istituto Statale d’Arte de Florença, especificamente para esta exposição, dividida em quatro áreas: Clássica; Artistas Contemporâneos a Michelangelo (como Jacopo della Quercia e Andrea Verrocchio); seguidores de Michelangelo (como Gian Bernini e Vincenzo Danti) e uma sessão reservada a Michelangelo. Nesta última, estão nove réplicas feitas nos moldes originais do gênio italiano, com obras ímpares como Apollo/Davi, Busto de Bruto e Pietà Rondanini.

A montagem das obras será enfatizada por um inédito contraste com 10 painéis gigantes, realizados com as fotografias de autoria de Aurélio Amendola, célebre e renomado fotógrafo italiano, especialista em Michelangelo, que dedicou grande parte de sua carreira à documentação de toda a obra escultórica do artista. A idealização, curadoria e cenografia da mostra são assinadas pelos arquitetos italianos Patrizia Pietrogrande e Eugenio Martera e organizada pela Contemporanea Progetti, de Florença, Itália.

A exposição, que ocupará Lobby, Grande Salão e Auditório, contará com todo um aparato exclusivo a fim de preservar esse patrimônio da humanidade, como iluminação especial para realçar as peças, além de um esquema completo de vigilância, com profissionais altamente treinados para garantir a segurança das obras, do Museu e de seus visitantes.

 

Serviço:
Exposição: Michelangelo no MuBE” Gessos da Gipsoteca Dell’Istituto Statale d’Arte de Florença e  Desenhos da Fondazione Buonarroti  – 2 desenhos e 25 obras em gessos

De 4 de outubro (convidados e imprensa) a 30 de novembro de 2008 – de segunda-feira a domingo, das 10 às 19 horas

Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) – Rua Alemanha, 221, Jd Europa – SP – São Paulo – Capital

Interatividade/Visitante: o Projeto “Índice da História da Arte”, desenvolvido pelo professor de História da Arte da Unicamp, Luiz Marques, dará ao visitante a oportunidade de ter acesso a um inventário dos temas representados na história da arte ocidental deste a antiguidade até os dias atuais.

Informações: (11) 2594-2601

Ingressos: de terça-feira a domingo: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (estudantes e idosos). Vendas pela internet: Ingresso Fácil. Segunda-feira, a entrada é GRATUITA

Agendamento para Visitas Monitoradas: das 9 às 19 horas – 2594-2601/ 3081-8611 – cursos@mube.art.br

O MuBE possui acesso para pessoas Portadoras de Necessidades Especiais, restaurante e ar-condicionado.

 

Patrocinadores: Mercedes-Benz do Brasil, Planner Corretora de Valores S/A e Eurofarma; e apoio da Prosegur

LEIS DE INCENTIVO À CULTURA: do Ministério da Cultura (Rouanet), da Secretaria de Estado da Cultura (PAC) e da Secretaria Municipal da Cultura (Mendonça).

 

, ,

Deixe um comentário