Posts Marcados escultura

“Manifestações 3” mostra obras dos alunos do MuBE

Eles aprendem e, sobretudo, dão uma verdadeira aula de amor e dedicação à arte. Esse envolvimento e integração resultam em belas obras a serem apresentadas pelos alunos dos cursos do MuBE – Museu Brasileiro da Escultura a partir de 11 de dezembro, quinta-feira, quando será inaugurada, às 19 horas, a exposição Manifestações 3, na Pinacoteca do museu.

O acrilico sobre tela intitulado "Natureza Morta"
O acrílico sobre tela intitulado “Natureza Morta”
São 72 trabalhos de aquarela, escultura, pintura, cerâmica, desenho e gravura, desenvolvidos durante as aulas práticas e regulares das Oficinas do MuBE. 

Os curadores da exposição serão os próprios professores da “Escola de Arte”: Anna Ayres, Angela Bassan, Carla Passini, Cirton Genaro, Cris Pomeranz, Denise Barros, João Carlos de Souza, Juliana Naso, Katia Salvany, Luis Bayon, Marlene Stamm, Regina Carmona, Rô Gonçalves, Sandra Neami e Sergio de Moraes. A coordenação é de Eneida Fausto e a direção cultural de Olívio Guedes. “O museu se presta ao chamado da comunicação como aprendizado de viver, a união das classes sociais e a união dos conhecimentos. O museu vive, a arte vive, graças aos neófitos e aos mestres. Este é o ‘lugar’ do museu: realizar os saberes”, afirma o diretor.

A exposição será realizada até 11 de janeiro, na sede do MuBE, localizado na Rua Alemanha, 221, Jardim Europa.         

REABILITAÇÃO

Entre as várias modalidades de cursos, o MuBE criou o Atelier de Arte para Portadores de Deficiência. Esta oficina oferece para as pessoas com limitações físicas a oportunidade de trabalhar as funções motoras por meio da arte reabilitação. 

Além de todos os benefícios culturais, sociais e para a saúde dos alunos, o curso permite a todas as pessoas desenvolverem o seu potencial, independente de suas limitações físicas. Dois exemplos bem-sucedidos são os trabalhos dos alunos Manoel de Carvalho Filho, com a aquarela “Sonhos em Azul”, e Arnaldo Fantinelli, com o acrílico sobre tela “Natureza Morta”, uma releitura de Di Cavalcanti.        

ATENDIMENTO

Ainda em relação à “Escola de Arte”, o MuBE atende escolas particulares e públicas, diversas instituições universitárias, e alunos de cursos de graduação. O museu oferece ainda palestras, seminários e cursos gratuitos.  

A bela aquarela "Sonhos em Azul"
A bela aquarela “Sonhos em Azul”

Serviço: Manifestações 3″ – Exposição com 72 obras
Local: Museu Brasileiro da Escultura (MuBE)
Rua Alemanha, 221, Jardim Europa
Aberto ao público: de 11 de dezembro a 11 de janeiro
Horário: de terça a domingo, das 10 às 19 horas
(o MuBE estará fechado nos dias 25/12 e 01/01)
Informações: (11) 2594-2601
Entrada Franca
O MuBe possui acesso para pessoas com deficiência, restaurante e ar-condicionado.

, , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

As esculturas de Cássio Lázaro no MuBE

Obra de Cássio pode ser vista nos jardins do MuBE

Obra de Cássio pode ser vista nos jardins do MuBE

A leveza e a beleza do aço presentes nas peças deste grande artista mineiro

 

Confirmando sua vocação de um museu dedicado a mostrar exposições de escultura entre as demais formas de arte, o MuBE – Museu Brasileiro da Escultura – apresenta, desde 2 de outubro até 2 de dezembro, a exposição “Amassaduras, Dobraduras e Rasgaduras”, do artista Cássio Lázaro.

 

A exposição, que tem a curadoria de Sabina de Libman, tem 14 esculturas de grande porte em aço pintado, laqueado e oxidado que ficarão expostas na área externa do museu, próximo ao jardim de Burle Marx.

 

Autodidata, o mineiro Cássio Lázaro consegue, como poucos, transformar o aço em algo leve e delicado. Hábil na técnica que lhe deu grande notoriedade, o “amassado”, aliado ao incrível senso de tridimensionalidade, Cássio utiliza ferramentas criadas por ele mesmo, como marreta, prensa hidráulica e máquina de jatear para conseguir as curvas e dobras presentes nas peças além de usar, com grande equilíbrio, o envelhecimento artificial e a ferrugem precipitada no aço com fogo do maçarico.

 

“Cássio é um artista inquieto, que está permanentemente pesquisando. É também um escultor que põe a mão na massa, pois trabalha pessoalmente suas obras”, explica Sabina.

 

Sobre o artista

Nascido na cidade mineira de Cássia, em 1952 e radicado em São Paulo desde 1967, Cássio Lázaro logo cedo demonstrou a sua enorme paixão pelas artes plásticas, rascunhando os primeiros desenhos aos 16 anos.

 

Já participou de inúmeras exposições, tanto coletivas como individuais, incluindo a Bienal Internacional, em 1975, ganhou diversos prêmios além de levar os seus trabalhos para outros países como EUA, França, Espanha, Suiça e Itália.

 

 

Serviço:

Exposição “Amassaduras, Dobraduras e Rasgaduras”, de Cássio Lázaro – 14 esculturas de grande porte;

Curadoria: Sabina de Libman

De 02/10 a 02/12 (área externa do Museu) – de segunda-feira a domingo, das 10 às 19 horas;

Informações: (11) 2594-2601

Entrada Gratuita

, , ,

Deixe um comentário