Arquivo para categoria Palestras

Observação da Lua e do Sol neste final de semana em Sampa

Neste final de semana, São Paulo contará com diversas atividades de observação do céu. O CASP – Cube de Astronomia de São Paulo programou diversas atividades neste final de semana, de observação da lua até mini palestras e observação do Sol.

Veja a programação abaixo:

Na sexta-feira, dia 26, das 19h30 até as 22h30, os telescópio do CASP – Clube de Astronomia de São Paulo estarão na Avenida Paulista, em frente ao Conjunto Nacional para realizar a observação do céu, da lua e das estrelas. Aberto ao público em geral. Atividade gratuita.

Já no sábado, dia 27, é a vez de observar o sol do Parque do Ibirapuera. Haverá também atividades no  Planetário e na Escola de Astrofísica.

  • 14h30 – 15h45 – Observação solar com Sunspotters, telescópios construídos especificamente para observação solar por projeção. Entrada franca e aberto ao público em geral.
  •  16h00 – 16h30 –  Mini palestra  “Astro Notícias”, com Francisco Conte, comentando notícias deste mês na mídia especializada ou não, na EMA – Escola Municipal de Astrofísica – Entrada franca, mas com retirada de senhas até a lotação da escola, aberta ao público em geral (crianças com mais de 10 anos).
  • 16h30 – 17h00 – Mini palestra “O céu de São Paulo no mês de Abril”, com André Izecson, mostrando os principais eventos a serem observados no céu da cidade no próximo mês, seja a olho nu, binóculos ou telescópios – Escola Municipal de Astrofísica.
  • 17h15 – 18h00 – Palestra “Mulheres na astronomia – 4000 anos de história”, com Tasso Napoleão, contando a importância das mulheres na história da astronomia – Escola Municipal de Astrofísica.
  • 19h00 – 20h00 – Sessão do Planetário Municipal com narração ao vivo com o astrônomo Marcos Calil, no planetário- Entrada R$ 5,00 inteira, R$ 2,50 para estudantes, idosos, crianças com menos de 12 anos.
  • 20h00 – 23h00 – Observação noturna com telescópios, entrada franca e aberta ao público em geral.

Sobre o CASP

O CASP, Clube de Astronomia de São Paulo, foi fundado em fevereiro de 2001, com o objetivo de congregar os astrônomos amadores de São Paulo, difundir a Astronomia e realizar pesquisas em nível amador.  O clube foi oficializado e aberto legalmente como uma instituição sem fins lucrativos, registrado em 29 de setembro de 2006. 
Atualmente, o CASP conta com 40 sócios mantenedores, e mais de 700 membros não pagantes. As atividades promovidas pelo CASP são todas públicas e gratuitas.
 

Serviço: Observações Astronômicas – CASP (Clube de Astronomia de São Paulo)
26 de março de 2010 – das 19h30 às 22h30 – Av. Paulista, em frente ao Conj. Nacional – Observação da Lua.
27 de março de 2010 – das 14h30 às 23 horas – Parque do Ibirapuera, Planetário e na Escola de Astrofísica – Diversas atividades – observação do sol, palestras, sessão no planetário e observação noturna.

, , , , ,

Deixe um comentário

Palestra no MuBE sobre a arte do Graffiti

 

O graffiti agora também chegou ao MuBE

O graffiti agora também chegou ao MuBE

Aproveitando o sucesso da exposição “Graffiti Fine Art”, que ocorre até o dia 26 de abril, o MuBE – Museu Brasileiro da Escultura realizará amanhã, quinta-feira, 23, uma palestra gratuita sobre a arte do graffiti, o seu impacto na sociedade e o atual cenário do mercado de arte no país. O evento terá início às 20 horas e será realizado no auditório Pedro Piva do museu.   
 
Os palestrantes serão os grafiteiros que estão expondo seus trabalhos no MuBE, como o curador da mostra, Binho Ribeiro; o galerista fundador da Galeria Choque Cultural, Baixo Ribeiro; o assessor da Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo e coordenador da Juventude da Prefeitura de São Paulo entre 2007 e 2008, Guilherme Aranha Coelho; e o curador do MuBE, escritor e crítico de arte Jacob Klintowitz.

Sobre o Graffiti
O termo do Graffiti vem do latim “graphium” ou do italiano “graffito”, cujoanjo plural é graffiti, que, em tradução livre significa “rabiscos a carvão”. A própria palavra latina deriva do grego “graphéin”, com o significado de “escrever”. Inicialmente, foi usado para denominar as inscrições gravadas nas cavernas pré-históricas, durante muito tempo foi visto como sinônimo de vandalismo, transgressão, clandestinidade e desafio. Essa cultura surgiu nos guetos de Nova Iorque, mas só na década de 70, o termo começou a ser utilizado com o significado que possui hoje, de intervenção artística urbana feita em muros e paredes com tinta e spray.

No Brasil, teve início por volta dos anos 80 e vem conquistando admiradores em diversos seguimentos sociais. Por conta de políticas públicas em grandes metrópoles como São Paulo e Rio de Janeiro, foram abertos espaços para essa arte. Avenidas como: Paulista e 23 de Maio tiveram muros grafitados e receberam ampla aprovação da população. O impacto visual exerceu em zonas mais deterioradas uma função revitalizadora e deu identidade a alguns logradouros das cidades. Essa atividade considerada underground é fruto de planejamento coletivo, força expressiva e harmoniosa resulta na coesão de imagens.

Serviço:
Palestra Graffiti
Local: Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) – R. Alemanha, 221, Jd. Europa
Horário: Quinta-feira, 23/04, às 20 horas
Informações: (11) 2594-2601
Entrada Franca
O MuBe possui acesso para pessoas com deficiência, restaurante e ar-condicionado

Deixe um comentário

Palestras gratuitas sobre Michelangelo no MuBE

Eventos serão ministrados pela curadora da exposição, Patrizia Pietrogrande,pelo renomado fotógrafo Aurélio Amendola, entre outros especialistas

O MuBE – Museu Brasileiro da Escultura realizará palestras sobre a arte de Michelangelo, que estará exposta em três áreas do museu (Lobby, Grande Salão e Auditório) a partir do próximo domingo, dia 5. Entre os destaques, está a participação da curadora da exposição, a arquiteta italiana Patrizia Pietrogrande, que abrirá o ciclo de palestras na segunda-feira, 6, às 20 horas, com “A Beleza na escultura de Michelangelo desde os modelos clássicos até a herança de seus seguidores”. Ao seu lado estarão o célebre e renomado fotógrafo italiano Aurélio Amendola e a professora Francesca Sborgi.

Os eventos, gratuitos, serão realizados em outubro e novembro no Auditório Pedro Piva, que tem capacidade para 192 pessoas. Os interessados devem fazer uma inscrição prévia com a secretária do museu, Aurea Cervelleira, através do telefone 2594-2601.

Confira, abaixo, a programação completa no seguinte link:

Deixe um comentário