Arquivo de agosto \31\UTC 2009

MuBE recebe exposição “Sentimento e Intensidade” da artista Fernanda Meirelles

O MuBE – Museu Brasileiro da Escultura – receberá, de 3 a 20 de setembro (Vernissage dia 2, às 19 horas, para convidados) a exposição “Sentimento e Intensidade”, da artista Fernanda Meirelles. São 12 pinturas abstratas, acrílicas sobre tela, inéditas e realizadas especialmente para essa mostra.
O crítico de arte Jacob Klintowitz comenta o trabalho de Meirelles: “A concentração da artista é notável. A cor, as relações de massas, o movimento, parecem emergir e se impor. É visível o domínio expressivo de Fernanda Meirelles. A sua pintura é de uma precisão espantosa. Vibrações internas em vários pigmentos, contraste franco de cores, uma paleta rica, uma estrutura rítmica. E na pintura um núcleo vigoroso e emotivo, como um drama que se passa no pequeno espaço, teatro dentro do teatro”, analisa.Joy
As obras de Meirelles estarão expostas na Sala Burle Marx do museu, e a entrada é gratuita. O MuBE está aberto de terça a domingo, das 10 às 19 horas.
 
Sobre a artista
Nascida em São Paulo, Fernanda Meirelles reside há 12 anos na Florida (EUA), onde mantém seu atelier. Curiosa e criativa, sempre expressou seus sentimentos através da pintura. Frequentou o atelier de diversos mestres vivenciando técnicas e estilos.
Suas telas passaram por diversas fases, desde o figurativo ao abstrato. A energia impactante que emana de seus trabalhos e o ritmo de seu gestual podem ser avaliados nesta exposição no MuBE.
A artista declara que o ambiente é um aditivo a sua inspiração. “Cercada de mar e céu o tempo todo, não poderia mesmo querer algo mais inspirador. Aí, a tela branca e os tubos de tintas mexem comigo e me deixo levar para compor meus quadros. A escolha das cores é questão do momento.”
 
Serviço
Exposição “Sentimento e Intensidade”, de Fernanda Meirelles
Local: Sala Burle Marx do Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) –
Rua Alemanha, 221, Jardim Europa

Aberto ao público: de 3 a 20 de setembro (Vernissage dia 2, às 19 horas, para convidados)  
Horário: de terça a domingo, das 10 às 19 horas
Informações: (11) 2594-2601
Entrada Franca
O MuBe possui acesso para pessoas com deficiência, restaurante e ar-condicionado

Anúncios

Deixe um comentário

Leandro Roverso é o pianista convidado para o “Música no MuBE” deste domingo

O projeto “Música no MuBE” receberá neste domingo, dia 30 de agosto, o  pianista Leandro Roverso. Ele tocará composições de Bach, Beethoven, Schubert, Bartók, Liszt, Piazzolla, Alkan e Rachmaninov no Auditório Pedro Piva do Museu Brasileiro da Escultura.
A apresentação terá início às 16 horas, sob coordenação de Dulce Cupolo. Confira o programa completo: 
 
Programa:
Bach/Alkan – Siciliano
 Beethoven – Sonata op.27 nº2
 Liszt – Sposalizio
 Liszt/Schubert – Der Müller und der Bach
 Bartók – Danças Folclóricas Romenas.
 Piazzolla – Invierno porteño/Los pajaros perdidos/chiliquin de bachin.
 Rachmaninov –  preludios op. 32 nº 2 e nº10
 
   Sobre o artista
Nascido em 25 de agosto de 1986, Leandro Roverso dedica-se à música desde 1996. Começou seus estudos de piano aos 10 anos de idade com o seu padrinho Guido Roverso. Em 1999, aos 13 anos, ingressou na Universidade Livre de Música (ULM).
O jovem pianista já tocou ao lado de grandes nomes da música erudita, como Laércio Diniz, Maria Fernanda Krug, Alessandro Borgomanero, Ville Mankinen (Finlândia) entre outros. Em 2007, Roverso participou do Festival Internacional Música nas Montanhas de Poços de Caldas – MG, onde estudou com Luciana Sayuri e Eduardo Monteiro.
Também esteve presente ao Festival Internacional Música das Esferas de Bragança Paulista, e conquistou o prêmio de aluno destaque do evento. Entre 2006 e 2008, aperfeiçoou seus estudos sob a orientação da pianista e professora Nilze Kruse. Desde dezembro de 2008, ele é aluno do pianista Gabor Eckhárdt na Academia Superior de Música Franz Liszt, de Budapeste (Hungria).
 
Serviço:
“Música no MuBE” – Recital pianista Leandro Roverso  
Dia 30 de agosto (domingo), às 16 horas
Direção: Dulce Cupolo  
MuBE (Museu Brasileiro da Escultura) – Auditório Pedro Piva – 192 lugares
Rua Alemanha, 221, Jardim Europa
Informações: (11) 2594-2601
Abertura da bilheteria às 15 horas
Ingressos: R$ 20,00 (estudantes e terceira idade R$ 10,00)

Possui: acesso para pessoas com deficiência, serviço de manobristas e restaurante

Deixe um comentário

Alunos de karatê e taekwondo com deficiência intelectual se apresentam nesta quarta na Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Socioambiental

Os alunos de karatê e taekwondo do Instituto Olga Kos farão de Inclusão Cultural – que atua com pessoas com deficiência intelectual – farão uma apresentação especial na Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Socioambiental, na quarta-feira, 26 de agosto, às 12h30. Durante a exibição os jovens vão mostrar parte das técnicas aprendidas nos cursos realizados nas Academias Ken-in-Kan de Karatê e Lira Tae Kwon-Do Clube, parceiras do Instituto Olga Kos.
 
O Instituto foi convidado por conta do desempenho dos jovens nos eventos Brazil Open de Taekwondo e na Copa Diadema de Artes Marciais. O projeto inovador do Olga Kos – que tem apoio da Lei de Incentivo ao Esporte – proporciona aos alunos com deficiência intelectual, não só no desenvolvimento da parte motora, como também no comportamento, concentração e comunicação e coloca-os frente a outros praticantes, em academias de São Paulo, proporcionando uma rara e importante integração. Eles são acompanhados por uma equipe de profissionais altamente especializados, composta por professores de Educação Física Adaptada, médicos esportivos (ortopedistas, cardiologistas) e psicólogos.
 
Alunos Karatê e Taekwondo do Instituto Olga Kos
Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Socioambiental
Data: 26 de agosto (quarta-feira), das 12h30 às 13 horas 
Local: Av. Paulista, 1313 –  Sao Paulo– SP
Realização: Federação das Indústrias e Comércio do Estado de São paulo 
Participação especial: Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural – (11) 3081-9300 / projetos@institutoolgakos.org.br / site: www.institutoolgakos.org.br
Entrada Franca

  Sobre o Instituto
O Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público que atua nacionalmente, desde 2007, com promoção, divulgação e participação em atividades culturais de diversas áreas, contribuindo com a educação, inclusão social, cultural, esportiva e geração de renda para pessoas com deficiência intelectual.
Premiado pelo Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Programas e Projetos Culturais (SPPC), em parceria com o Ministério da Saúde, o Instituto Olga Kos recebeu este ano o Prêmio Cultura e Saúde, que faz parte do Programa Nacional de Cultura, Educação e Cidadania – Cultura Viva. É o reconhecimento por seu caráter inovador e bem estruturado, que vem contribuindo para a criação de um canal de comunicação por meio da arte.
 
Dentre os projetos do Instituto Olga Kos estão o “Resgatando Cultura”, que contempla a exposição e a publicação de livros de arte sobre a obra de artistas plásticos contemporâneos, as Oficinas de Arte do programa “Pintou a Síndrome do Respeito” e os projetos de “Karatê e Taekwondo”, criados para promover a inclusão sociocultural de crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual.
Cada projeto conta com uma equipe técnica especializada formada por artistas plásticos, educadores, pedagogos, psicólogos e pediatras, além do apoio das instituições especializadas de assistência a pessoas com deficiência intelectual parceiras.

Deixe um comentário

Filmes franceses sobre Dança serão apresentados no Cine MuBE

O Cine Clube MuBE – Aliança Francesa apresentará no sábado, 29 de agosto, dois filmes sobre Dança, a partir das 20 horas, com entrada gratuita. Serão exibidos os documentários “A Dança e Degas” e “Dominique Mercy dança Pina Bausch”, em que se destacam os movimentos corporais e as técnicas utilizadas em grandes espetáculos. 
Confira abaixo a programação completa, com as sinopses.
29/08
20h – A Dança e Degas
La Danse Et Degas (França, 2003).
 
Legendado. Documentário em Cores. Duração 55’. Direção: De Mischa Scorer. Classificação: 12 anos
 
As sedutoras cenas de ballet de Edgar Degas refletem a fascinação pelas coxias da Ópera de Paris, em uma época em que se supunha que a pintura devia embelezar sua representação do mundo. Este filme se inspira na minuciosa pesquisa realizada para uma importante exposição norte-americana, que transforma por completo a imagem estereotipada do pintor das “lindas cenas de ballet”.
 
21h – Dominique Mercy dança Pina Bausch
Dominique Mercy danse Pina Bausch (França, 2003)
 
Legendado. Cores. Duração 56’. Dança. Direção: Régis Obadia. Classificação: 12 anos
 
O filme traz a trajetória de Dominique Mercy, um excepcional dançarino, bem como a história do seu encontro e da colaboração exemplar que desenvolveu com uma das principais figuras da dança contemporânea – uma colaboração artística e uma amizade nunca denegadas em 30 anos, nas quais a necessidade de afirmação individual nunca foi maior que a generosidade, a modéstia e a dedicação à obra.

Membro do Tanztheater de Wuppertal desde a sua fundação, em 1973, Dominique Mercy é um personagem indissociável da aventura artística da coreógrafa Pina Bausch e da maioria das suas criações. A sua virtuosidade, a qualidade peculiar do seu movimento, o domínio da arte e o leque de possibilidades que ele oferece – aliados à capacidade de superar a técnica, de liberar-se, – bem como as suas qualidades humanas e a natureza do seu compromisso, fizeram com que se tornasse um dos mais notáveis intérpretes da coreógrafa.
Para compor este retrato sensível, complementado com os testemunhos de Pina Bausch, Françoise Adret, Jean Babilée, Carolyn Carlson, Malou Airaudo e Lutz Gregor, o coreógrafo e dançarino Régis Obadia dialogou longamente com Dominique Mercy, investigando diversos aspectos do seu trabalho : tempo de pesquisa, ensaios, ensino, etc. Com o auxílio de fotografias e trechos de espetáculos, ele mostra a evolução de um ser que se dedicou totalmente à sua arte.
 
Serviço:
“Cine Clube MuBE – Aliança Francesa” 
MuBE (Museu Brasileiro da Escultura) – Auditório Pedro Piva – 192 lugares
Rua Alemanha, 221, Jardim Europa
Informações: (11) 2594-2601
Entrada Gratuita
Possui: acesso para pessoas com deficiência e restaurante no local

Deixe um comentário

Sucesso de exposição dos 50 anos de Mauricio no MuBE: público pede bis

A Exposição “Mauricio 50 Anos”, inaugurada em 19 de julho no MuBE – Museu Brasileiro da Escultura, terminou em 18 de agosto. Mas, devido ao grande sucesso de público, as comemorações continuam a partir de domingo, 23 de agosto.

Isso porque a exposição “História em Quadrões”, uma releitura com os personagens da Turma da Mônica de obras

O quadro "Monicalisa" fez bastante sucesso na exposição inicial de Mauricio de Sousa no MuBE

O quadro "Monicalisa" fez bastante sucesso na exposição inicial de Mauricio de Sousa no MuBE

 mundialmente consagradas, que já itinerou por vários estados do Brasil e foi vista por mais de um milhão de pessoas, estará no mesmo local onde está a mostra atual.

Obras de Leonardo da Vinci, Michelangelo, Manet, Monet, Renoir, Van Gogh, Pedro Américo, Cândido Portinari, Di Cavalcanti e outros ganharam versões com a Turma da Mônica e serão expostas com a referência e a história do autor original.

A exposição “História em Quadrões – Pinturas de Mauricio de Sousa” é uma verdadeira aula de história da arte, pois tem como objetivo principal despertar nas crianças o interesse de visitar museus e conhecer melhor as obras de grandes pintores e escultores da História.

Uma excelente oportunidade para quem quer rever e para quem ainda não viu esse trabalho.

 

Serviço:
Exposição “História em Quadrões – Pinturas de Mauricio de Sousa”
MuBE – Museu Brasileiro da Escultura
Rua Alemanha, 221 – Jardim Europa
23 de agosto a 20 de setembro de 2009
De terça a domingo, das 10 às 19 horas
Agendamento para visitas monitoradas:  (1…
Entrada Gratuita

Possui: acesso para pessoas com deficiência, serviço de manobristas e restaurante no local.

Deixe um comentário